Seguro e proteção veicular não é a mesma coisa, entenda a diferença

Seguro e proteção veicular não é a mesma coisa, entenda a diferença

À medida que o transporte público se torna cada vez mais ineficiente e insuficiente para representar uma solução efetiva para as demandas de mobilidade da população, adquirir um veículo automotivo próprio passa a se tornar prioridade mesmo na vida dos indivíduos com menor renda.

Adquirir um veículo, no entanto, implica em gastos constantes com impostos, manutenção e combustível (em alta!!!). Além disso, o aumento da frota de veículos acompanhado pela crescente criminalidade, também coloca nessa conta a alta possibilidade de acidentes, roubos e furtos.

Os gastos são grandes e os riscos de imprevistos são reais e significativos. Mesmo assim, de 70% a 80% da frota de veículos brasileira não conta com nenhum tipo de seguro ou proteção.

O que uma grande parcela da população desconhece, é a existência de alternativas diferentes ao seguro auto para a proteção de um carro ou moto. Com coberturas semelhantes, mas totalmente diferentes na forma de funcionamento e nos custos, as associações de proteção veicular vêm crescendo em todo o país como uma solução mais democrática e menos burocrática.

Conheça as principais diferenças entre seguro auto e associação de proteção veicular antes de decidir qual opção é mais adequada ao seu bolso e às suas necessidades.

Tipos de empresas

Seguro é o nome dado ao serviço oferecido pelas seguradoras, ou corretoras de seguros. São empresas privadas, com fins lucrativos, que se responsabilizam pelo seu patrimônio automotivo mediante análise de uma série de fatores, o pagamento de um prêmio e de uma franquia no caso de algumas ocorrências.

As associações de proteção veicular são organizações sem fins-lucrativos, amparadas pela Constituição Federal e pelo Código Civil brasileiro, que, em linhas gerais, reúnem pessoas interessadas em colaborar com um fundo que servirá à proteção do patrimônio de todos os associados.

As corretoras de seguro possuem legislação própria e são subordinadas e regulamentadas pela SUSEP (Superintendência de Seguros Privados). As associações de proteção veicular são criadas a partir do interesse civil coletivo, devem ser registradas e possuir endereço fixo para atuar e são representadas pela AAAPV (Agência de Autorregulamentação das Associações de Proteção Veicular e Patrimonial).

Tipos de contrato

O seguro exige a assinatura de uma apólice, um contrato entre a seguradora e o segurado, que detalha cada uma das condições em que a empresa se responsabiliza pelo bem de seu cliente.

Nas associações de proteção, é firmado um contrato entre todos os seus associados, que intermedia de que forma serão rateados os valores mensais, compartilhadas as responsabilidades e administrado o fundo de proteção da associação.

Burocracias e precificação

Uma das grandes vantagens das associações sobre as seguradoras, que atrai boa parte dos clientes, é referente à diminuição de uma burocracia por vezes limitante, praticada pelos seguros e a considerável redução, comparativamente, nos valores.

Para contratar e estabelecer o valor de um plano de seguro, são levados em consideração muitas variáveis. Desde o local onde o segurado mora, a idade e o gênero do condutor, o modelo e o ano de fabricação do carro, hábitos de vida do segurado e a finalidade de uso do carro, etc. Um verdadeiro perfil tanto do contratante quando do seu veículo é traçado e cada um destes fatores representam um acréscimo no valor final do seu prêmio.

As associações de proteção, não fazem essa diferenciação e não discriminam os detalhes da vida do associado e não impõem restrições relativas a idade, modelo e endereço de estacionamento do veículo. Os valores das associações são definidos a partir do valor do veículo na tabela FIPE e acrescido de uma taxa administrativa para custear o funcionamento da associação.

Tipos de cobertura

A maior semelhança entre as duas maneiras de proteger o seu veículo estão justamente no na cobertura, os tipos e abrangências que apresentam. Em ambos os casos o valor da sua mensalidade ou prêmio pode aumentar de acordo com os benefício que você desejar incluir em seu contrato.

Tanto em seguros quanto em proteções veiculares, há possibilidade de cobertura às necessidades mais comuns como danos a terceiros, perda total, consertos em casos de colisões, roubos e prejuízos causados por furtos.

Os serviços de suporte mais comuns presentes nos seguros também costumam ser oferecidos pelas associações como assistência 24h, serviço de guincho e chaveiro, carro reserva, transporte e hospedagem em caso de necessidade, dentre outros.

Muitas seguradoras e entidades da classe, promovem ataques e divulgam informações falsas e buscam denegrir as associações de proteção veicular. Por pensarem na reserva de mercado sem pensar na quantidade de pessoas que deixam de ser contempladas e não têm acesso a nenhum tipo de proteção para o seu veículo.

Agora que você conhece as principais diferenças (e alguma semelhanças) entre o seguro e a proteção veicular, pesquise por seguradoras ou associações com credibilidade no mercado e filiadas às entidades reguladoras. Só assim você terá a garantia de um serviço de confiança e de exercer o seu poder de escolha conforme a sua necessidade e realidade financeira.

Gostou desse artigo? Ainda ficou com dúvidas? É só deixar um comentário logo abaixo dizendo o que pensa sobre o assunto.

Cadastre para receber novidades

loading...