Como proteger seu carro de roubos e furtos? 6 dicas

Como proteger seu carro de roubos e furtos? 6 dicas

Toda a nossa sociedade, em maior ou menor grau, está sujeita à ação de bandidos que possam oferecer risco ao patrimônio, à integridade física e até à vida do cidadão comum que busca viver dentro da Lei. Infelizmente o medo já é uma realidade constante, no entanto, a única forma de tornar esse medo algo positivo, é transformá-lo em mais prudência e em atitudes preventivas contra a criminalidade.

De antemão, é importante enfatizar que reagir a um assalto nunca é uma opção a se considerar, bem como, tentar “fazer justiça com as próprias mãos”. Atitudes como estas apenas alimentam a onda de violência e podem ter consequências imprevisíveis e trágicas.

Carros, motos e outros tipos de automóveis estão entre os itens mais visados por ladrões. Seja para a revenda de peças (desmonte), para o furto de objetos presentes no interior do automóvel ou até mesmo para utilizar o veículo na prática de outros crimes, os nossos carros estão sempre na mira e nos demandam vigilância e precaução.

Existem pequenos hábitos, observações e atitudes muito simples, que obviamente não vão garantir 100% a proteção do seu veículo, mas certamente tornarão o seu carro menos visado e menos suscetível a roubos e furtos. Várias dessas dicas são bastante simples e óbvias, mas muitas pessoas continuam ignorando. Outras delas, talvez você nunca tenha ouvido falar e podem ser o detalhe que faltava para deixar o seu veículo ainda mais seguro. Acompanhe.

1. Seja criterioso com estacionamentos

Essa é uma das dicas mais comuns e também uma das mais importantes. Quando em casa, nunca deixe o carro do lado de fora. Quando na rua, não deixe o carro em locais afastados, mal iluminados ou sem movimento, sempre que for possível opte por estacionamentos fechados e com segurança ou monitoramento.

2. Mantenha o carro ligado em situações de espera

É muito comum na rotina de quem tem carro buscar e levar outras pessoas em diferentes lugares, nessas ocasiões é bom manter uma conduta alerta e evasiva. Ao esperar por alguém, mantenha o carro sempre ligado e com as portas travadas, procure estacionar em uma posição que permita uma saída de emergência rápida caso necessário. Não deixe de checar espelhos retrovisores durante todo o tempo em que continuar aguardando.

3. “Desestimule” o roubo impondo dificuldades

Os ladrões costumam estudar as vítimas e os veículos que se encontram mais vulneráveis, ou seja, que provavelmente darão menos trabalho para roubar. Isso significa que qualquer dispositivo de segurança a mais que você colocar no seu carro pode ser um impeditivo para que o ladrão tome a iniciativa ou pode fazer com que o bandido desista no meio do caminho.

Sistemas de alarme (ou mesmo alarmes postiços), travas de direção, travas de câmbio, qualquer um destes ou todos estes juntos, o importante é que fiquem bem visíveis e cumpram o papel de fazer o meliante pensar duas vezes antes de arrombar o seu automóvel.

4. Evite deixar objetos de valor dentro do carro

Essa é outra dica que está no hall das clássicas. Como já dissemos, o seu carro será avaliado antes de ser roubado e qualquer objeto, bolsa ou mesmo sacola pode representar a existência de algo com valor o suficiente para interessar ao bandido. Este tipo de furto é muito rápido e não é impedido pelos dispositivos de segurança mais comuns: basta quebrar um vidro, pegar o que pode ser de interesse e correr sem olhar pra trás.

Crie também o hábito de guardar compras e bagagens no porta malas, preservando-as de olhares externos.

5. Evite adesivos que “entreguem informações”

Muitas pessoas adoram personalizar seus carros com adesivos, é uma forma de se expressar ou de divulgar causas que acredita. No entanto, é muito importante pensar: que tipo de informação um adesivo pode dar sobre você?

O adesivo de uma faculdade cara ou de uma profissão estimada pode permitir pressupor boas condições financeiras, algo que identifique o gênero feminino pode expor uma vítima mais vulnerável. Qualquer adesivo que dê dicas sobre hábitos, lugares que frequenta, atividades que pratica, podem dar informações para que algum crime seja planejado.

6. Seja estratégico ao conduzir o veículo

Muitas abordagens ocorrem no trânsito, em zonas mais perigosas e em situações em que o condutor está distraído. Seja estratégico ao escolher seus caminhos, evite locais sabidamente perigosos ou trajetos que te forcem reduzir muito a velocidade, procure alternar com alguma frequência os caminhos da sua rotina também.

O ideal para evitar abordagens é manter o carro em movimento, portanto tente antever semáforos de forma a não ficar muito tempo parado neles. Evite situações vulneráveis de carro parado, como namorar no carro, falar ao telefone estacionado, etc. Em todo caso lembre-se: os retrovisores são seus aliados para estar sempre alerta, não deixe de conferi-los com frequência, parado ou em movimento.

As dicas que demos acima podem ajudar a evitar situações desagradáveis, mas também é muito importante poder contar com garantias que diminuem as suas chances de risco financeiro. Serviços de rastreamento já são comuns e muito efetivos, além dos já conhecidos seguros ou as associações de proteção veicular, que oferecem a mesma proteção por preços mais em conta.

Quer receber mais dicas como essa? Cadastre-se agora mesmo em nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo.

 

Cadastre para receber novidades

loading...